sábado

Da Margarina ao Gloss: minha sina para o luxo




Tudo começou num almoço de domingo. Minha mãe, às vezes, chutava o pau da barraca. Deixava de pagar alguma conta e comprava para comermos frango de padaria, aquela obra de arte vulgar da gastronomia barata. Naqueles tempos, domingo feliz era domingo que tivesse frangão dourado com maionese e farofa. E foi num desses almoços que descobri minha luz própria. Depois de devorar uma coxona toda lambuzada de gordura, mamãe me mandou lavar a boca. Fui ao banheiro, que ficava na casa do vizinho, no fundo do nosso terreno. Subi num banquinho e, quando me olhei no espelho daquele armário de plástico, achei absoluta a minha boca toda brilhosa com o óleo do frango. Sensualizei. Beijei o espelho. Ali, naquele banheiro de fundo de quintal que nem era meu, do lado de um vaso todo respingado de urina seca amarelada, com cheiro de ranço, tive uma certeza: vim nesse mundo para brilhar!


O problema foi que, depois disso, não tinha frango para comer todo dia. Tive, então, a minha primeira crise de histeria. Eu era uma criança chiliquenta. Queria, a todo custo, andar por aí com os meus lábios cintilantes. Chorava, sapateava, dava gritinhos e mordia todo mundo que viesse falar comigo que aquilo não era coisa de menino. Mamãe não me aguentou e comprou um pote de margarina para mim. Eu A-M-E-Y. Bezuntava meus lábios, retocava com papel higiênico e saía para escandalizar a vizinhança. Não deixava de levar meu precioso pote de margarina nem mesmo para o colégio. Meus coleguinhas, maldosos que eram, passaram a me chamar de Doriana.


É, amados, Gloss já foi Doriana. Tempos difíceis. Nasci incompleto. Minha mãe era incompleta: meio pedicure, meio cabelereira e meio depiladora. Não era ninguém ao certo, é verdade. Mas era a única coisa certa que eu tinha. Faltou-me um pai, que só esteve presente no momento em que minha mãe lhe abriu as pernas aos 16 anos de idade. Sou filho de uma vontade hormonal inconsequente e de um óvulo em ebulição. Nasci fervido. Eu não nasci no luxo. Para dizer a verdade, o luxo nasce em mim.


Só deixei de ser Doriana depois que mamãe deu uma guinada na vida. Foi quando ela foi contratada, com exclusividade, para fazer os cuidados pessoais de uma cliente de meia idade, podre de rica, poderosa e solteirona. Tratava-se de Elvira Berta, à época, editora-chefe da revista VAGA, sucesso editorial da moda brasileira nos anos 80. Ela tinha uma personalidade difícil, era sufocante e mimada. A minha mãe, quando foi chamada para trabalhar com ela, entrou em pânico. Tinha feito a unha da mão dela uma única vez, num dos poucos períodos em que conseguiu trabalhar de carteira assinada em um salão badalado. Más línguas falavam que Elvira, senhora de trejeitões lésbicos, tinha por hábito contratar moças novas por quem nutria uma certa atração. Mamãe, dona de um instinto de sobrevivência ímpar, sabia se insinuar para manter seu emprego, quando isso fosse necessário para encobrir alguma falta de habilidade ou quando tirarava um bife.


Nossa vida melhorou bastante nesta época e, finalmente, pude abandonar o potão de margarina e comecei a usar manteiga de cacau. Um sonho há muito alimentado tornara-se realidade. Adorava girar a base para ver o bastão úmido subir. Passava primeiro no lábio inferior e depois, sensualmente, esfregava um lábio no outro. Com o tempo, decepcionei-me. Manteiga de cacau é uma das maiores enganações que a humanidade já produziu. Meus lábios ficavam ressecados. Até descobrir que o problema era do cacau e não meu, sofri demais. Achei que tinha perdido meu brilho. Entrei numa fase negra, pensei em me matar.


Fiz escândalos, tentei suicídio. Minha mãe, a contragosto e já sem saber o que fazer para que eu voltasse a brilhar, comprou para mim o "Morango do Amor" da Avon. Mas antes de me entregar, ela disse: "Hugozinho, comprei isso para você, mas só vou te dar se você me prometer uma coisa. Quando você tiver empolgado com algo em público, pelo amor de Deus, para de dar gritinhos! É feio filho, não é coisa de menino isso." Eu me fiz de sério e concordei. Corri para o quarto. Quando abri a embalagem, veio aquele cheiro gostoso, tive uma vontade imensa de comer tudo aquilo. Mas da primeira vez só passei nos lábios. Quando me vi no espelho, não me aguentei, e dei um gritinho bem agudo, fiquei serelepe por uma semana seguida. Até que, um belo dia, depois do almoço, sem nada para comer de sobremesa, não resisti. Corri para o quarto e enfiei a língua no moranguinho e comi tudo.


Com o brilho labial moranguinho tive aquela sensação de ter chegado ao auge. Veio então a fase da monotonia na minha adolescência. Meio perdido e sem saber o que fazer dali para frente, comecei a experimentar substâncias ilícitas. Nessa minha fase porra louca, passei todo tipo de droga labial: Davene, Monange, Hipoglos, Óleo de Máquina Singer, Azeite Gallo com 1,5% de acidez, vaselina, KY e até mesmo graxa. Tudo e mais um pouco passou na minha boca durante esse período. Tomei coragem e passei um batom vermelho. Quando me olhei no espelho comecei a chorar, estava ridículo com aquele batom. Eu tentava a todo custo encontrar a medida perfeita do brilho.


Passei muito tempo perdido e sem rumo, até que Elvira Berta, que foi a primeira celebridade cujo coração conquistei, me deu um tubinho de Gloss de presente de Natal. O Gloss foi a medida certa que encontrei. Gloss era o meio termo entre o batom e o lábio ressecado. Com o Gloss, não precisava usar batom. Nem precisava deixar meu lábio ressecado, correndo o risco de ser confundido com um hétero. Atualmente posso dizer que estou no meu auge. Foi com o gloss que cheguei à plenitude da realização labial. Depois de descobrir o gloss, definitivamente deixei de ser Hugo Adriano Raoni e passei a ser Hugo Gloss.  


(Texto escrito por @francfloyd)

51 comentários:

  1. Nossa, texto muito bem escrito! Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Boa noite!
    Gostei do texto...
    Virei mais vezes aqui!

    ResponderExcluir
  3. HG,
    Fiquei até emocionada! Ainda bem que meu lencinho Hermés está sempre comigo.

    #brilhounamargarina

    ResponderExcluir
  4. Hugozinho o o o o o. Adoro tudo que escreve e acompanho teu Twitter. Me divirto à bessa.
    Agora esta historinha aqui do Gloss foi foda, quase fiz xixi nas calças. É muita imaginação numa cabeçinha só meu filho.
    Isto foi verdade mesmo? ou tá viajando na Doriana? PQP. Amei!

    ResponderExcluir
  5. Da manteiga veio ...mas não retornarás! ARRASOU!

    ResponderExcluir
  6. Hahahhaa, Morri com a margarina, quanta criatividade, meu Deus. É uma história de superação, da margarina ao gloss você percorreu um longo caminho é bom para as pessoas se espelharem. Não consigo parar de rir beijos meninoA!

    ResponderExcluir
  7. Maravilha de texto, adorei! Rindo sozinha aqui.

    ResponderExcluir
  8. odie brega,chinfrin e vulgar bleff... nojo... nostalgia ah isso não é coisa que se prese se releve amga barbariza

    ResponderExcluir
  9. ótimo texto!!! rachei de rir onde fala que comeu o moranguinho de sobremesa!!

    ResponderExcluir
  10. Nossa !!!Linda a sua trajetoria labial!!!Beijosss Da Mada !!

    ResponderExcluir
  11. Fantástico! A gênese de Hugo Gloss é antológica e merece ser publicada ! abs

    ResponderExcluir
  12. Hahaha... Mto bom!!
    1° vez que leio o blog e adorei!
    Texto mto bem escrito e humorado!!
    Parabéns!
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Sou sua fã! <3

    ResponderExcluir
  14. Quem diria que a iluminação estaria na enxudia de galinha! Hectolitros de gloss para você!

    ResponderExcluir
  15. Achei doido você mudar de nome, nem tava botando fé. Mas com esses textos você ta ganhando alma, nem lembro mais do CP. Esparava mais de você comentando o Caldeirão hoje, o Luciano estava péssimo e você a voz do Brasil nem se manifestou. Isso não é a Cara do HG. Sucesso!!!!!

    ResponderExcluir
  16. Muito, muito, muito, MUITO bom! :D

    ResponderExcluir
  17. Hugo vc é demais,,,amo seus comentarios ,,assisto a novela com o lap top na no colo pra ver seus comentarios,,pior que a maioria das vezes vc escreve exatamente o que eu penso,,seus comentarios são otimos,,adoroooo o dia que vc não faz comentarios parece sempre que falta alguma coisa...amo vc

    ResponderExcluir
  18. Tô babada de felicidade de saber que hugo gloss era o cover!!! sempre te amei, bee!

    ResponderExcluir
  19. HUGO BOSS, vc manda bem. Faz umas letras ae vai...demorou! abs. Seu empresário.Rick

    ResponderExcluir
  20. Essa história dá um excelente curta metragem!

    ResponderExcluir
  21. pela primeira vez vc me fez chorar.Parabéns pelo texto.

    ResponderExcluir
  22. Miiiito bom essa saga! Athóooron, twitter sem @hugogloss #nãotemgraça!!!

    ResponderExcluir
  23. Criatividade, humor e fantasia misturados num só texto, em uma só pessoa! Só posso dizer: conquistou não só mais uma seguidora, mas uma admiradora. Já é AMADO!

    ResponderExcluir
  24. Travesti, fiquei trabalhada coma tua história!!ahahaha... sensacional!!

    ResponderExcluir
  25. Ou @francfloyd é muuuuuito criativo ou estamos diante de um épico, rs!!!!!!!!!!!! Independente do que seja, amei a história!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  26. Eu gostei do texto e adoro acompanhar seus twitts, mas fiquei com uma dúvida: pq então começar com aquele fake do Christian Pior? Digo isso pq a história parece real (talvez com alguns toques de Gloss, é claro)e é bem emocionante.
    Na verdade, prefiro te acompanhar na fase atual, agora entendo que pode ser uma fase mais autêntica. Abs

    ResponderExcluir
  27. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    MUITO BOA A HISTORIA

    QUE INFÂNCIA TRISTE

    ResponderExcluir
  28. Gente, isso é só uma história. A única verdade é que o autor nasceu exalando criatividade!!!!! A saga de Hugo Gloss vai vender mais que Harry Potter.

    ResponderExcluir
  29. Amei o texto, muito bem escrito ! bjos

    ResponderExcluir
  30. Amei o texto! Engraçado e muito bem escrito! Espirituosíssimo!!!! E mais exclamações !!!!!!!!

    *Primeira vez no blog.

    ResponderExcluir
  31. Sensacional! Quase choro, principalmente ao lembrar todas as vezes que quero usar gloss, coisa que amo, meu querido noivo diz que minha boca tá mais oleosa que um galeto assado... Beijos amado!

    ResponderExcluir
  32. puro GLOSS ! incrível esse texto.

    ResponderExcluir
  33. Batom vermelho é traiçoeiro, eu também não me dou bem com ele. xP

    Sou mto mais gloss tb.

    ResponderExcluir
  34. Arrasou! adorei o texto! GLOSS FOREVER!!

    ResponderExcluir
  35. tenho q dizer que a criatividade foi completamente atacada evc nesse momento tava tento um orgasmo de imaginacao, achei simplesmente o maximo! Ri sem parar e imaginando as cenas...olha vc e muito fofo e amo as pessoas que levam alegria por esse mundo, vc merece o melhor e vou estar te seguindo no twitter. Hugo vc e muitooooooo show, to rosa mangueira com vc, ameiiiiiiiiii!!!bjokas.
    famiami.

    ResponderExcluir
  36. Nossa, poderia dizer q seria triste se ñ fosse cómico... Linda história de vida! Agora te desejo muitos Bjs, mas GLOSSYFICADOS DA M.A.C TÁ? RSRSRSRS

    ResponderExcluir
  37. Amei esse texto, pelo menos eu já comi também moranguinho da avon....adorei

    ResponderExcluir
  38. Adorei as dicas Huguito.. eu ainda estou na fase da margarina mas uma dia aindo chego lá..
    #brilhounamargarina

    ResponderExcluir
  39. Oi Hugo como, vc conhece todo mundo, e sabe de tudo, vc sabe quem é o dono do twitter q tinha o nome de (_aritititi) e agora é (FC_V_VALENTIM)?
    Vc sabe quem é o dono?

    ResponderExcluir
  40. Hoje eu estava no twitter e me deparei com um RT, vindo de (FC_V_VALENTIM), fui xeretar e é o da novela, mais não tem o oficial e eu gostaria de saber quem é esse, eo pq desse twitter. Vc sabe?

    ResponderExcluir
  41. Ain... quase chorei.

    Mas aqui, serio mesmo, pq vc naum escreve um livro ou algo assim, vai ser sussesso absoluto... seriao

    Parabens vc é muito talentoso
    bjo AHASA GATO

    ResponderExcluir
  42. Nossa, vc me bloqueou no twitter por causa do Lyoto Machida!? Nao sabeia que vc era realmente apaixonado por ele. E também nao sabia que vc nao sabia distinguir uma brincadeira. Se vc for bloquear cada pessoa q n concorda com alguma coisa q vc postar vai ficar complicado. Bom, no mais, seja feliz.

    ResponderExcluir
  43. VC É PUROOOOOOO LUXOOOOOOOOOO

    ResponderExcluir
  44. Muito legal o seu Blog!!!
    Conheci pelo twitter de uma amiga......
    Parabens, seus textos sao muito bons!!
    Adoreii!!! =]

    ResponderExcluir
  45. AHAHAHHAHHA... ameY! muito massa o texto! empolgante, divertido, interessante, assim minha ignorância permitiu definir! - Hugo Gloss: vc arrasa! Beijos!

    ResponderExcluir
  46. Omg seus textos são #bapho my dear!

    Beijos vdgbr.blogspot.com

    ResponderExcluir
  47. estava bisbilhotando os blogs por ai até que achei o seu, foi o primeiro texto que li.. e AMEEEEI *-*

    me empolguei com o texto, parecia que eu estava do seu lado o tempo todo vendo tuuudo! Escreveu muito bem.. AMEEEEI DE MAAAAAIS MESMO GATO!

    voltarei sempre..
    Andressa ;*

    Beijos e até +.

    ResponderExcluir